MAXILINE: A HISTÓRIA DE QUEM SABE O QUE FAZ HÁ 20 ANOS - HM em Revista
 em Notícias

A trajetória da Maxiline (@maxilinebrasil) começa em 1997, em Belo Horizonte. Foi quando o casal Adilson e Marli Moura criou a linha de cosméticos Moura Linea. Enquanto Marli, com formação em química, cuidava da elaboração dos produtos, Adilson conduzia a produção e comercialização. O primeiro item da empresa se chamava Maxihair, um reparador de pontas que faz sucesso até hoje com o nome atual Selante Reparador.

 

Em busca de expandir os negócios, três anos depois surge a distribuidora de cosméticos exclusiva da Moura Linea, batizada de Maxibrasil, criada por Fernando Chagas, cofundador e ex-sócio da atual indústria da Maxiline. A intenção era levar a excelente linha de cosméticos criada pelo casal, já muito valorizada por cabeleireiros e consumidores, para todo o Brasil, ampliando a atuação através de distribuidores locais. O mix era enxuto, o time pequeno, mas com muita vontade de entregar cosmética de verdade aos clientes.

 

EXPANSÃO DE UM SONHO

O início foi árduo, como em qualquer empreendimento, mas com a persistência, formação de uma equipe afinada, participação na Cosmoprof Bologna 2003, considerada a maior feira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos do mundo, e a entrada do investidor e diretor Edson Dórea Jr. e do sócio-diretor Wagner De Masi, ainda nos primeiros cinco anos de vida, a indústria acelerou o seu crescimento e, em 2005, mudou de um pequeno espaço ao lado da residência do casal Moura para a sua sede atual, com 1200 m².

Nascia ali a Maxibrasil Cosmética, indústria detentora da marca Maxi Biocosmética Line. “Foi uma passagem muito gratificante. Poder produzir em um espaço bem planejado e colocar nossos colaboradores em condições muito melhores, nos levou a outro patamar como fabricantes. Ganhamos em volume, qualidade e competitividade. Foi um grande passo para nosso crescimento”, conta Wagner De Mais, diretor administrativo e financeiro.

Com a capacidade produtiva consideravelmente maior na sua nova sede, logo os cremes em pote, os itens de lavatório e os kits dedicados a cada um dos tipos de cabelo tornam-se os principais produtos da então Maxi Biocosmética Line – a primeira linha de tratamento sob medida, a Linha Azul de Queratina, se tornou a queridinha dos profissionais da beleza.

 

A EVOLUÇÃO COM P&D

Em 2006, a atual gerente de produtos, Juliana De Masi, conduz o início da estruturação dos departamentos de Marketing e de Pesquisa & Desenvolvimento, em conjunto com Marli Moura. A renovação englobou desde a formação de uma equipe técnica para fomentar a educação entre os distribuidores e clientes espalhados pelo país até encarar novos desafios em formulações, como a elaboração de uma linha de relaxamento e de alisamento, nomeada Ondas.

Nesta fase, a empresa deixou o comprido e complicado nome Maxi Biocosmética Line para se tornar simplesmente Maxiline, com um slogan que refletia a cultura da sua indústria e se mantém até hoje: é muito bom poder cuidar de você. “O estímulo era enorme. Nossa primeira linha foi um sucesso e era urgente a criação de novidades para ampliar nossa atuação. Iniciamos um contato mais próximo com os fornecedores, começamos a traçar os tipos de cabelos, mapear tendências, ativos e necessidades do mercado. Dessa forma, realizamos um trabalho lindo. Nasceu a linha Andiroba focada no conceito da biocosmética (e o resultado foi tão positivo que a linha Azul de Queratina virou Folhas). Também lançamos a de manutenção Prata, composta por cinco kits para cada tipo de cabelo (misto, cacheado, quimicamente tratado, normal e oleoso), iniciando nosso home care profissional. Com esse novo mix foi urgente a criação do departamento Técnico para explicar técnicas e ativos para nossos distribuidores”, relata Juliana De Masi.

Já no ano seguinte (2007), a criação da Colorimetria Brasilis, trazendo as primeiras colorações e homenageando a rica e colorida cultura indígena, insere a empresa no patamar das pouquíssimas no país com alternativas  para atender todas as necessidades dos profissionais do setor. Até aquele momento, a conotação natural era muito forte nas formulações, mas com lançamentos, como a linha Trends, em 2011, também uma das campeãs de venda até hoje, esse conceito permaneceu somente nas primeiras criações.

 

NOVO OLHAR PARA VENDAS & EDUCAÇÃO

Com a aceleração promovida desde a mudança para a sede atual e melhorias internas significativas, as vendas também cresceram de maneira proporcional. Uma nova equipe comercial, iniciada em 2006 com gerentes nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, proporcionou um atendimento personalizado para os mais de 140 distribuidores. Também o time de educação Maxiline, hoje caracterizado por Academia Maxiline, e encabeçada pelos profissionais da beleza e embaixadores Marcos Wagnner (@marcoswagnner) e Michelle Brasileiro (@michellebrasileiro), promovia workshops e cursos em inúmeras cidades de norte a sul do país.

Essa conjuntura nacional favorável possibilitou um novo passo importantíssimo em 2012, quando realizou a sua primeira exportação. De lá para cá, são quatro continentes e inúmeros países atendidos, como Omã, Dubai, Egito, Líbia, Guatemala, Portugal, Inglaterra, Arábia Saudita, Marrocos, Romênia, Catar, Argélia, Kuwait e Iraque. A participação em feiras globais e a certificação internacional (ISO Certificate 22716:2003) promoveram crescimento acelerado de faturamento e fizeram a beleza brasileira ser reconhecida em todo o mundo, tanto através do rol da Maxiline como das linhas desenvolvidas on demand para distribuidores em cada um dos países nos quais está presente. “Tem sido um grande desafio romper as fronteiras e levar nossa empresa mundo afora. São muitas mudanças e adaptações para atender às diferentes exigências. É uma luta difícil, porém muito gratificante. Além do crescimento, a exportação tem nos trazido mais competitividade também no mercado interno”, afirma Wagner De Masi.

 

PASSADO, PRESENTE E FUTURO

A Maxiline viveu duas mudanças de brand, sendo a última realizada em 2018 através de um excelente trabalho de reformulação. Contando com mais de 200 produtos, entre linhas de tratamento, transformação e coloração, realizou duas grandes Convenções (2018 e 2019) em Belo Horizonte com todos os distribuidores, e se prepara para o fim de um ano desafiador em virtude da pandemia.

Quando o grande surto de saúde tomou conta do mundo, a Maxiline, através da Maxibrasil Cosmética, optou por apostar na produção de Álcool em Gel e Sabonete Líquido durante cerca de três meses, produzindo inclusive para doação em hospitais e asilos da capital mineira. Com a normalização do mercado, o P&D desenvolveu a tecnologia Maxiassept, utilizada em todos os seus produtos desde então e que prioriza ativos vegetais, sustentáveis e com ação antibactericida.

Apesar das dificuldades, a empresa teve recuperação acima da expectativa nos últimos meses graças ao trabalho incansável e qualificado de todas as pessoas que compõem a sua cadeia, desde o funcionário até o distribuidor e o cabeleireiro, que se empenham em fazer da Maxiline a marca de quem sabe o que faz: transmitir técnica capilar com clareza, de cabeleireiro para cabeleireiro. “O retorno do mercado pós-pico da covid-19 tem sido uma grande surpresa. Creditamos essa volta forte ao empenho e estruturação dos nossos parceiros e a um trabalho interno de reestruturação importante. Para 2021, o foco é aproveitar essa oportunidade para ocupar novos espaços no setor e manter um crescimento pujante”, finaliza Edson Dórea Jr., diretor comercial.

 

DO SONHO À REALIDADE

“São muitas emoções. Quando Adilson e eu começamos, a ideia era desenvolver produtos fármacos. A partir de um amadurecimento, fomos migrando para cosméticos com características farmacêuticas, que eram manipulados num pequeno laboratório e vendidos de porta em porta. Com base nas experiências adquiridas e com a evolução das ideias, criamos o primeiro produto, o megarreparador Maxihair. Assim nascia a linha capilar que originou a Maxi Biocosmética. A partir de então, a empresa, com muito sacrifício e esforço, começou a crescer. Com a chegada de grandes talentos no nosso time, houve também a fusão dos nomes Maxi Biocosmética e Moura Linea culminando na marca Maxiline. Hoje, a Maxi Brasil é uma empresa sólida, bem posicionada e respeitada no mercado, cujos produtos são sinônimos de qualidade, herança do rigoroso processo produtivo. Nosso sentimento atual é de grande satisfação, e quando olhamos para o passado é difícil acreditar que poderíamos ser referência no mercado nacional e internacional,  proporcionando a dezenas de famílias empregos diretos e indiretos. Olhando para o futuro, digo que a Deus pertence. Agradecemos muito por termos iniciado um sonho que se tornou realidade e deu certo!”

Marli Moura

 

Matéria de Carmen Cagnoni

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar