Mr. Presidente e os pincéis - HM em Revista
 em Notícias

Kriss Blevens é conhecida nos Estados Unidos como a maquiadora dos Presidentes. Há trinta anos, seu ofício é corrigir as imperfeições das faces dos mais famosos políticos. Eles nem sempre se mostram muito dispostos. Mas vale tudo para apresentar uma melhor imagem nos comícios, debates, e programas de tevê.

Kriss Blevens começou a trabalhar com famosos em 1992, quando viajou por todos os Estados Unidos com Pat Buchanan nas eleições primárias americanas. A partir disso, ela se tornou uma veterana no segmento. Seus pinceis já passaram pelos rostos de Bill e Hillary Clinton, George W. Bush, Barack Obama, Donald Trump e Joe Biden. Kriss é também conhecida pelo bom papo, alto astral e por trocar experiências sobre espiritualidade. Esses bônus acabam por deixar os poderosos mais relaxados, o que nem sempre é muito fácil em um ambiente estressante.

A maquiadora queridinha dos presidentes tem 57 anos e mora em Manchester, estado de New Hampshire, onde concentra também uma atuação política. Sim, ela também participa do processo de votação de forma ativa, registrada, oficialmente, como eleitora independente. O Estado dela, apesar de não ser tão representativo, em termos de números, é classificado como chave para os partidos. New Hampshire é o segundo a definir quem será o candidato dos democratas e dos republicanos. O vencedor ali costuma receber muita atenção da mídia. Nesse momento, Kriss entra em cena com seu arsenal que melhora qualquer perfil, escondendo possíveis imperfeições.

A profissional costuma viajar com políticos em campanha por todo o país. Ela deixa claro que só conversa se o cliente quiser. Cria espaços intimistas e confortáveis para todos os envolvidos sentirem segurança. Kriss, quando vai fazer o make up, pede para que o famoso feche os olhos e, calmamente, inicia o trabalho com seus pinceis e produtos específicos para todos os tipos de pele.

Antes de receber Barack Obama, em sua cadeira, para o último debate com Hillary Clinton, nas primárias democratas de 2008, Kriss Blevens viu o futuro presidente americano fazer uma oração com a equipe. A maquiadora se juntou a eles nas preces. E ganhou a confiança do homem que viria a ocupar, por duas vezes, um dos cargos mais importantes do planeta.

A maquiadora ainda lamenta que a política nos Estados Unidos seja privilégio dos homens. Na sua opinião ainda são poucas as mulheres, em posição de comando, neste segmento. Justamente por isso, deseja sempre trabalhar com mulheres e divide mensagens de autoestima com elas. O sexo feminino ainda sofre mais com o peso da exposição do que os homens na política. O jeito é tentar dar confiança, conversar sobre vulnerabilidade. Kriss acredita que as mulheres precisam criar uma marca registrada e mantê-la. Consistência no visual deixa menos margem para críticas.

Ela conta um episódio que envolve Hillary Clinton. Quando foi maquiar a então senadora pela primeira vez, em 2007, uma assistente da política lhe entregou um batom laranja. A experiência de Kriss Blevans falou mais alto: Hillary não ficaria bem com aquela cor. Conversou com ela e sugeriu algo mais para o tom marrom, menos para o tomate. Fizeram o teste. E a equipe inteira considerou a mudança o mais acertado.

A maquiadora dos políticos costuma ser muito discreta e econômica nas palavras ao definir os mais polêmicos. A respeito do ex-presidente Donald Trump diz que tem muita energia e nunca permitiu que ninguém tocasse no cabelo dele. E o atual ocupante da Casa Branca? Kriss conhece Joe Biden desde a época em que foi vice-presidente de Barack Obama. Ela confirma que o atual inquilino da Casa Branca é muito amigável, engraçado e adora bater papo.

 

Matéria de Caio Camargo

Leia também:  A arte da maquiagem e a política

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar