Renegociação de dívidas: essa é a hora! - HM em Revista
 em Caio Camargo, Colunistas

Aos poucos, vão sendo retomadas as atividades em milhares de salões de beleza espalhados pelo País – dos pequenos estabelecimentos aos grandiosos. O ritmo ainda é lento. E será assim por um bom tempo. Afinal, existem regras sanitárias que devem ser obedecidas à risca (vide cartilhas disponíveis sobre o tema e protocolos). Elas acabam por limitar a circulação dos clientes, diminuindo sensivelmente os atendimentos. Em consequência, o faturamento já tão prejudicado deve demorar ainda mais para apresentar resultados positivos.

Essa é a hora para aproveitarmos todas as oportunidades e reduzir custos. Quem sabe até renegociar dívidas, alongar financiamentos, economizar tudo o que for possível. Por isso, fique atento às oportunidades. Pessoas físicas e empresas já têm descontos de até 70% em dívidas tributárias com a União. Pode haver parcelamentos em até 145 meses.

A Advocacia Geral da União – AGU – publicou no Diário Oficial da União portaria regulamentando a negociação das dívidas tributárias entre a Administração Públicas e pessoas físicas ou jurídicas com créditos considerados irrecuperáveis ou de difícil recuperação.

A transação por proposta individual passou a valer no dia 15 de julho e envolve créditos administrados pela Procuradoria-Geral Federal- PGF- e créditos cuja cobrança compete à Procuradoria Geral da União- PGU.

O texto, assinado pelo Advogado-Geral da União, José Levi Mello do Amaral Júnior, regulamenta as negociações previstas pela Lei 13.988/20. Trocando em miúdos, vale a pena acionar o seu contador. Conferir se há débitos que se enquadram nessa modalidade anunciada pelo governo federal. Será muito vantajosa a renegociação em mais de doze anos. As prestações mensais cairão bastante. Assim, você reorganiza sua vida tributária e reduz de forma significativa suas pendências. Além de garantir a possibilidade de empréstimos, sem restrições, na Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Caio Camargo

Colunista

Caio Camargo é jornalista, especializado em política e economia, Pós-Graduado em Comunicação Comparada na Universidade de Navarra, Espanha. Ao longo de sua carreira foi repórter, editor e âncora dos principais jornais das TVs Globo, Record e Cultura e das Rádios Bandeirantes e Eldorado. Atualmente é consultor de negócios da comunicação e marketing e colunista do setor.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar